Secretários vão dirigir carros elétricos após acordo de Ibaneis e BMW

Por meio de outro acordo, 20 veículos elétricos de outras marcas serão destinados a servidores para serem usados em caráter de teste.

Rafaela Felicciano/MetrópolesO governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou nesta sexta-feira (17/05/2019) que fechará uma parceria com a BMW para colocar à disposição do secretariado 25 carros elétricos. Segundo o chefe do Executivo local, a medida não resultará em despesas aos cofres públicos, mas, sim, em redução de gastos: “Nós vamos diminuir o custo com nossos veículos em R$ 4 milhões”.

Por meio de outro acordo, o Governo do Distrito Federal (GDF) pretende dar à população oportunidade de usar os carros elétricos de outras marcas. Inicialmente, serão 20 veículos destinados a servidores públicos do GDF e da União. Depois de 90 dias, mais 30 unidades deverão chegar à capital da República e o serviço será ampliado para o cidadão comum.

As parcerias foram costuradas pela Secretaria de Ciência e Tecnologia e a pasta de Projetos Especiais. O titular da primeira, Gilvan Máximo, detalhou ao Metrópoles que as iniciativas vão sair do papel dentro de um mês. Como contrapartida, as empresas usarão o projeto piloto como vitrine tecnológica.

Os cidadãos poderão usar os automóveis após fazer o cadastro em um site e baixar um aplicativo. A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) irá instalar, além dos estacionamentos, 100 pontos de recarga, na Esplanda dos Ministérios e nos Setores Hoteleiros Sul e Norte. O serviço de carros compartilhados para a comunidade será oferecido por um grupo de empresas, incluindo a Itaipu.

Veja o modelo a ser utilizado pelos secretários:

Divulgação

DIVULGAÇÃO

Nessa quinta-feira (16/05/2019), Ibaneis deixou o carro próprio no qual cumpre agendas e fez um test drive. “Eu fiz questão de fazer a demonstração e gostei muito. Não tenho pretensão de adquirir um, por enquanto”, brincou. “Nós vamos instalar os pontos de tomada, e os carros vão ficar estacionados, como ficam os patinetes eletrônicos. A partir daí, a comunidade vai poder utilizar”, comentou.

Confira o passeio do governador:

Universidade do DF
Outra estratégia para driblar a falta de dinheiro é reforçar a parceria com a Câmara Legislativa do DF (CLDF). Para entregar a Universidade do DF, Ibaneis disse, nesta sexta-feira (17/05/2019), que espera conseguir verbas de emendas parlamentares. “Alguns já se dispuseram, no caso do Rodrigo Delmasso (PRB). Faço questão de agradecê-lo”, disse.

Além disso, serão empregados recursos da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) e da Escola de Governo. O GDF espera estruturar a universidade neste ano e abrir as portas para os futuros universitários em 2020.

Fonte: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here