Polícia investiga fraudes em licitação da Secretaria de Saúde do DF

Operação Manchester foi deflagrada nesta terça-feira (12/11) para apurar fraude em licitação corrida no segundo semestre de 2016

Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (12/11), operação policial com o objetivo de apurar a ocorrência de fraudes em licitação promovida em 2016 pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF). A Operação Manchester envolveu cerca de 40 policiais da corporação e é conduzida pela Divisão Especial de Combate à Corrupção (Decor/Cecor). A investigação está sob sigilo e a polícia não divulgou o valor dos contratos suspeitos.

Segundo a polícia, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nas regiões de Vicente Pires, Sudoeste, Noroeste, Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN) e Asa Norte. Dois dos locais estão vinculados às empresas que concorreram à licitação e os outros três são endereços residenciais. Não foram realizadas buscas em órgãos públicos, ressaltou o coordenador da Cecor, Leonardo de Castro. “A investigação começou em junho deste ano e a licitação que investigamos ocorreu no segundo semestre de 2016”, informou.
Além de documentos, foram apreendidos aparelhos de telefone celular e notebooks. Dados dos computadores das empresas também foram extraídos. O material servirá para comprovar os indícios de fraude identificados até o momento. “O nome da operação é devido ao Protocolo de Manchester, aquela classificação de pacientes que os hospitais fazem”, detalhou Castro. O protocolo estabelece um sistema de triagem aplicado em unidades de saúde, em que a gravidade dos casos é identificada por cores: vermelho, laranja, amarelo, verde e azul.
Segundo o coordenador, a Secretaria está ciente da investigação e colabora com a polícia. Em nota, a pasta informou que, sempre que solicitada, colabora com investigações policiais. A Secretaria reforçou ainda que a atual gestão é “pautada pela ética e pela transparência e não tolera irregularidades”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here