Professor do DF que pediu redação sobre ‘sexo oral e anal’ a alunos vai ser ouvido pela polícia civil do DF

A Polícia Civil do Distrito Federal vai ouvir o professor de português que foi afastado após usar expressões de sexo explícito durante aula a alunos do 6º ano.

Nenhuma descrição de foto disponível.

A informação foi confirmada ao G1 pelo delegado da 2ª Delegacia de Polícia, na Asa Norte, Laércio Rossetto, nesta terça-feira (19).
Segundo o delegado, os investigadores reúnem as provas necessárias para analisar o caso. Em seguida, o professor deve ser chamado a depor.

O caso ocorreu no Centro de Ensino Fundamental (CEF) 104 da Asa Norte, na última quarta-feira (13). À ocasião, o professor Wendel Santana, de 25 anos, pediu para que os estudantes elaborassem uma redação sobre “sexo oral e anal”. Ele usou o quadro para escrever as palavras debatidas ao propôr o trabalho para os estudantes .

O diretor da escola e pelo menos cinco famílias registraram queixa contra o educador na Polícia Civil.
“O professor de português do 6º ano havia ministrado aula com conteúdos e palavreados completamente inadequados e fora do currículo escolar”, diz a ocorrência.
Ministério Público
O caso está sendo investigado também pelo o Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT). De acordo com o MP, o inquérito corre em sigilo para preservar o andamento das investigações e porque envolve menores de idade.

Veja o que o deputado federal Julio Cesar(PRB), que defende os princípios da família disse nesse vídeo:

INSANIDADE 🚨 | É um verdadeiro absurdo o que ocorreu no Centro de Ensino Fundamental (CEF) 104, da Asa Norte. Um professor pediu que os alunos do 6º ano elaborassem uma redação utilizando expressões obscenas. Sou a favor da Escola sem Partido porque não podemos deixar a educação das nossas crianças nas mãos de pessoas insanas.

INSANIDADE 🚨 | É um verdadeiro absurdo o que ocorreu no Centro de Ensino Fundamental (CEF) 104, da Asa Norte. Um professor pediu que os alunos do 6º ano elaborassem uma redação utilizando expressões obscenas. Sou a favor da Escola sem Partido porque não podemos deixar a educação das nossas crianças nas mãos de pessoas insanas. Link da matéria: https://www.metropoles.com/distrito-federal/pcdf-investiga-professor-que-pediu-texto-sobre-boquete-e-69 •#absurdo #escola104 #escolasempartido #gabinete471 #trabalhojc #depfederaljuliocesar #depjuliocesar #juntossomosmaisfortes #camaradosdeputados #brasilia #brasil #brazil #dfJulio CesarJulio Cesar RibeiroJulio Cesar Ribeiro

Publicado por Julio Cesar Ribeiro em Terça-feira, 19 de novembro de 2019

 

Fonte: G1/BLOG A VOZ DO POVO-DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here